6 Dicas Essenciais para Desenho Realista by Carlos Damasceno

Segue abaixo uma lista dos links mencionados nos vídeos

Link para para aproveitar essa oportunidade:

http://bit.ly/profissaodesenhistaderetratos

Para baixar o seu presente no Telegram, acesse:

https://t.me/carlosdamascenodesenho

Para acessar o post com os sites de imagem de alta definição, acesse:

http://carlosdamascenodesenhos.com.br/dicas/sites-baixar-imagens-gratis/

  • Você fica impressionado com os artistas que são capazes de alcançar altos níveis de realismo em seus desenhos e também deseja chegar nesse ponto algum dia? 
  • Interessado em trazer forma realista e tridimensionalidade aos seus desenhos para que eles possam realmente se destacarem? 
  • Você já tem alguma confiança em fazer esboços de linha, e está pronto para começar a adicionar luz e sombreamento, conseguindo efeitos realistas?

 Eu acho que é essencial que todo aluno de desenho tire tempo para se dedicar a esse tipo de estudo. 

Também acho importante que os aspirantes a artista dediquem tempo à estudarem desenhos / pinturas confiáveis, porque é isso que os levará a desenvolver grandes habilidades de observação e a compreender tópicos fundamentais da arte, como proporção, valor, perspectiva, forma etc.

Na postagem de hoje, vou compartilhar minhas seis principais dicas para você aplicar ao tentar criar um desenho realista de qualquer tipo de assunto (seja um rosto , animal, arranjo de objetos, etc.). Ao entender e praticar os seis pontos principais que vou compartilhar abaixo, os artistas iniciantes começarão a progredir muito mais rapidamente e em breve criarão desenhos impressionantes e com aparência mais profissional.

Eu quero deixar algo claro. Para alcançar o realismo, precisamos de referências. Essas referências nos permitirão observar como as coisas realmente se parecem na vida real. Se não usarmos referências, trabalharemos a partir do que pensamos ser os  assuntos.As referências nos fornecem detalhes e nos lembram de pequenas complexidades que, de outra forma, não teríamos pensado. E ao tentar alcançar o realismo, tudo se resume a observar as sutilezas e poder recriá-las de acordo.

Como referências podemos usar fotografias ou podemos olhar para um objeto real (também chamadas de trabalhar a partir da observação direta ).O desenho da observação direta é essencial para artistas que adquiriram um certo nível de habilidade usando referências fotográficas, pois oferece uma oportunidade mais desafiadora para promover nosso desenvolvimento artístico.

Como mencionei em outras postagens e em vídeos no meu canal do YouTube, o desenho é a base de tudo o mais na arte.Acredito que todos os artistas, não importa o quão habilidosos já tenham se tornado ou em que meio específico escolheram se tornar mestres, devem continuar dando tempo para aprimorar suas habilidades de desenho / observação durante suas jornadas. 

A pesar de hoje eu desenhar quase que exclusivamente por encomendas, tento tirar pelo menos um dia da semana para treinar de acordo com as dicas desse artigo.

Dicas de desenho realista

1. Verifique se você está usando uma referência de qualidade 

Se você estiver usando uma fotografia ou desenhando de observação a partir de um objeto ou outra coisa, é essencial tirar um tempo para procurar uma grande imagem ou criar uma grande composição. Se você estiver usando uma fotografia de referência, certifique-se que ela tenha uma grande resolução. Isso vai permitir que você aumente o zoom, conforme necessário, e que mostre um ótimo jogo entre luzes e sombras. Não use uma fotografia superexposta ou subexposta como referência, pois isso não levará a um bom desenho realista. 

Se você é iniciante, algo que será muito útil é abrir sua fotografia em um software de edição de fotos como o Photoshop ou Gimp e transformá-la em preto e branco / escala de cinza. Isso permitirá que você localize luzes, sombras e tons médios muito mais fáceis. Ser capaz de discernir entre diferentes valores em sua referência é absolutamente essencial para você ser capaz de recriá-los. Não duvide, o valor é muito mais importante que a cor ao criar realismo. 

2. Conheça e prepare seus materiais de arte

Quando comecei a desenhar, usava papel de impressão comum, meus lápis da escola e não fazia ideia dos diferentes tipos de borrachas existentes. Embora isso esteja perfeitamente bem quando estamos começando, e eu realmente sou a favor da criação de arte com ferramentas básicas e limitadas, quando você estiver pronto para realmente melhorar seu trabalho, é essencial investir em materiais que foram feitos realmente para desenhos. 

O uso de materiais apropriados para o tipo de arte que você pretende criar garantirá que você não esteja dificultando o processo para si e,assim,você poderá progredir muito mais rapidamente.

Todos os seguintes materiais de arte são produtos que Eu mesmo uso e considero ser de excelente qualidade para o preço que está sendo oferecido.

Quando vou fazer meus desenhos realistas, certifico-me de ter os seguintes materiais à mão:

  • Alguns tipos de lápis diferentes (2H, HB, 2B e 6B são os que eu costumo usar) 
  • Papel de desenho (papel liso garante uma mistura suave)
  • Borracha Limpa-tipos ou borracha destinada a áreas menores – Borracha comum macia para áreas maiores
  • Esfuminhos para misturar áreas menores e papel higiênico macio para áreas maiores
  • Um apontador de lápis de qualidade.
  • Um pedaço de papel comum ou papel vegetal para colocar a mão ensima equanto eu estou trabalhando
  • Uma escova macia para limpar a sujeira no papel
  • Pinças para segurar o papel na prancheta
  • Uma prancheta em MDF de acordo com o tamanho do papel de desenho
  • Fita adesiva
  • Lapiseira com grafite 2B,pode ser 0,5,0,7 ou 0,9. Eu preifo a 0,9

3. Comece sempre com um esboço inicial de linhas, concentrando-se nas formas maiores

Quando começamos com qualquer tipo de desenho, é absolutamente essencial aprender a visualizar o que estamos vendo como uma combinação de formas simples e ir ajustando os detalhes. A proporção e a localização desses diferentes elementos em relação um ao outro, devem ser identificadas antes mesmo de pensar em passar para a parte do sombreamento e das textura. 

É muito desagradável passar horas desenvolvendo detalhes e até criando um sombreamento bonito e suave e depois se afastar de nossos desenhos e perceber que as proporções / localizações dos diferentes elementos estão erradas.

Além disso, se você está criando o seu esboço inicial, traçando sobre uma fotografia ou à mão livre, certifique-se de deixar essas linhas iniciais bem leves, para que possam ser invisível no final (não queremos linhas visíveis ao criar o realismo).

4. Lembre-se de que no realismo não há linhas visíveis

Na vida real, as formas que vemos são criadas por sutis diferenças de valores, influenciadas pela luz e pela sombra. Essas formas não são feitas como nos desenhos animados. É essencial ficar longe de criar qualquer tipo de linhas duras de aparência, se é em torno de nossas formas / planos ou em uma área que está pretendendo criar um degradê suave. 

Dito isto, é necessário desenhar linhas quando estamos trabalhando na criação de alguns tipos de textura (cabelos, sobrancelhas, cílios etc.). No entanto, mesmo nesses casos, as “linhas” que estamos fazendo não são uniformes de uma borda para a outra, mas têm uma variedade mesmo dentro delas em termos de espessura ou valor. Provavelmente vão do grosso ao fino ou do escuro à claro etc., o que leva a linhas de aparência muito menos gritantes.

5. Crie transições graduais e suaves entre seus diferentes valores

A menos que você esteja trabalhando com uma fotografia (ou uma composição da vida real) que mostre iluminação muito dramática, as transições entre luzes e sombras devem ser graduais e suaves. Não deve haver mudanças gritante entre um para o outro e não deve haver quaisquer linhas visíveis em toda nessas transições. 

6. Verifique se você está criando uma grande variedade de valores em todo o seu desenho

Para que seu desenho realmente saia e transmita uma sensação de tridimensionalidade realista, você deve desenvolver uma enorme variedade de valores em toda o seu desenho. Tem que haver áreas muito claras (que aparecerão quase brancas no final), deve haver áreas muito escuras (que aparecerão quase pretas no final) e deve haver uma tonelada de valores médios no meio. Pratique a criação de um belo equilíbrio entre luzes e sombras. 

Muitos iniciantes cometem o erro de não fazerem tons bem escuros o suficiente quando necessário. Não tenha medo de deixar escuro (contanto que os valores estejam realmente lá na referência). Dito isto, verifique se você nunca pressionar com muita força o lápis no papel, pois isso pode danificá-lo e causar arranhões visíveis que não poderão ser corrigidos!

Na maioria das vezes, gosto de trabalhar gradualmente em direção ao escuro. Além disso, ao trabalhar, você provavelmente descobrirá que está escurecendo algumas áreas que pretendia deixar a luz. É aqui que pequenas borrachas são muito úteis, pois permitem que você volte e ilumine essas áreas. Eles também permitem que você retire os destaques sempre que necessário, o que é crucial para cabelos com aparência realista.

* Dica de bônus: verifique se você está consultando sua referência, pelo menos, 50% do tempo gasto ao desenhar!

Muito obrigado pela leitura! Espero que você tenha achado este post útil e que o tenha te inspirado a praticar alguns desenhos realistas. Eu adoraria saber como ele te ajudou! 

Deixe seu comentário ou sua pergunta no espaço abaixo

Baixe o Seu E-Book Grátis agora mesmo!

CLIQUE AQUI

Carlos Damasceno

Carlos Damasceno é desenhista profissional e professor de desenho. Especialista em ajudar pessoas a desenvolverem o seu talento para o desenho sem precisarem pagar por curso caros e demorados.

Website: http://comoaprenderadesenhar.com.br/