7 Técnicas para Conseguir Precisão nos Seus Desenhos

Desenho é sobre observação. E se você quiser melhorar suas habilidades no desenho, então você deve se concentrar em como você vê os assuntos que você desenha.

Parece simples o suficiente – “desenhar o que você vê”. Todos nós já ouvimos isso antes e é uma boa sugestão porque funciona. Claro que nós não precisamos desenhar apenas o que vemos, também podemos desenhar de imaginação. Mas se você não sabe como as coisas realmente são então você precisará aprender a vê como um artista vê.

Felizmente existem várias técnicas que podemos usar para nos ajudar a ver – ajudando-nos assim a melhorar o nosso desenho.

Estas sete técnicas são projetadas para melhorar sua precisão em seus desenhos. Elas não são uma solução perfeita e ainda exigem um pouco de prática, a fim de dominá-las. Mas tenha em mente que o desenho é uma habilidade que pode ser alcançada por qualquer pessoa, desde que estejam dispostas a ter um pouco de trabalho em praticar até dominar as técnicas.

Cada técnica será brevemente discutida abaixo.

# 1  – Observação / Medição

Podemos usar “ferramentas” para medir as proporções do nosso assunto, a fim de melhorar a precisão do que iremos desenhar. Podemos usar qualquer ferramenta que quisermos, mas um lápis já funciona muito bem.

Veja como funciona. Siga os seguintes passos:

  1. Comece por estender ser braço na direção do seu assunto com o lápis na mão.
  2. Certifique-se de que seu braço esteja estendido completamente sem qualquer flexão no cotovelo.
  3. Traga a sua linha de visão até o ombro e feche um olho.
  4. Use a ponta do lápis e alinhe-a com o topo do ponto mais alto ou mais largo do objeto.
  5. Use o polegar para marcar o fundo.

Agora você tem uma “unidade” de medida que você pode usar para comparar e registrar o tamanho do objeto no seu papel. Você pode usar essa medida para registrar o objeto na superfície do desenho ou simplesmente fazer comparações com o que você já desenhou.

Você poderá usar o lápis para também medir outros objetos dentro da mesma cena, usando a mesma maneira.

Compare as relações proporcionais com os outros objetos dentro da cena para garantir que as relações estejam corretas.

Esta técnica funciona melhor quando se extrai diretamente de um objeto natural. No entanto, uma versão modificada pode ser usada ao desenhar a partir de fotos se o tamanho da referencia da foto for exatamente o mesmo tamanho da superfície de desenho.

Basta tomar a medida de referencia e trazê-la para o papel. Não há necessidade de manter o braço reto ou fechar um olho, uma vez que seu papel é do mesmo tamanho que a sua referencia.

Mais artigos sobre Medição

# 2 – A Técnica da Grade (Quadriculado)

Já falei várias vezes sobre a técnica do Quadriculado aqui no blog, mas falarei um pouco mais também nesse artigo.

Essa técnica tem como objetivo “quebrar” a imagem de referencia em partes para que o desenhista tenha pequenas áreas para se concentrar de cada vez.

Para usar essa técnica, uma grade é desenhada sobre a imagem de referencia, enquanto uma grade proporcional é desenhada no papel de desenho. Cada quadrado dentro da grade na imagem de referencia corresponde a um quadrado no papel de desenho.

Uma vez que o assunto está simplificado em quadros menores, as linhas, formas e valores também ficam simplificados, tornando mais fácil se concentrar no que você esta realmente vendo.

Esta técnica funciona para qualquer assunto que você queira desenhar, mas é mais útil para desenho de retratos, pois nesse tipo de desenho a precisão na proporção é de maior importância.

Ao usar esta técnica, certifique-se de desenhar suas linhas de grade bem leves no seu papel de desenho. Você não vai querer ver as linhas da grade no quando tiver concluído o seu desenho, vai?

Mais artigos sobre o Método de Grade

# 3 – Técnica de Grade Triangular

Uma alternativa para ao uso da técnica da grade tradicional é a técnica de grade triangular. Esta técnica usa muito menos linhas, mas exige um pouco mais do artista.

Com esta técnica, uma grade feita de triângulos é criada tanto na foto de referencia como na superfície do papel de desenho. Esta grade é criada dividindo o comprimento e a largura e, em seguida, são feitas mais linhas diagonais a partir de cada um dos cantos. Isso cria oito triângulos dentro da grade.

Usando uma um divisor de proporções ou um compasso, pode tomar as medidas a partir da foto de referencia e, em seguida, transferir essas medidas para o papel de desenho. A extremidade do compasso é posicionada no centro e são feitas marcações em locais importantes onde as linhas do contorno do objeto atravessam as linhas das grades.

Isso essencialmente cria uma coleção de marcações que podem ser usadas para desenhar as linhas do contorno do assunto – um pouco como “conectar os pontos”. Aqui novamente, esta técnica pode ser usada para desenhar qualquer assunto, porém é mais útil para retratos.

Mais artigos sobre o Método de Grade

# 4 – Formas Básicas e Espaços Positivos e Negativos

Muitos objetos são bastante complexos, tornando-os difíceis de desenhar. No entanto, mesmo os assuntos mais complexos podem ser simplificados em formas básicas.

Quando quebramos assuntos em formas básicas, torna-se mais fácil sermos preciso no nosso desenho.

Em vez de deixarmos os detalhes entrar no caminho, podemos nos concentrar nas formas simplificadas e nas relações dessas formas – levando a maior precisão ao desenho.

Essas formas podem ser desenhadas vagamente e quando nos tornarmos mais confiantes com as formas, podemos adicionar os detalhes.

Podemos ir ainda mais longe com as formas quando preparamos um desenho. Podemos presta atenção às relações de forma positiva e negativa (espaços) dentro da cena. As áreas abertas ao redor do assunto formam formas negativas.

Podemos comparar as relações das formas positiva e negativa para garantir que as proporções estejam corretas.

Mais artigos sobre Formas Positivas e Negativas

# 5 – Perspectiva Linear

Perspectiva linear é um sistema que usa linhas para ajudar o artista a criar a ilusão de espaço em um desenho. É um sistema estruturado que usa um ponto de fuga (ou dois pontos) como um ponto de referencia para as formas do desenho.

Embora a perspectiva linear possa ser usada para desenhar qualquer objeto no espaço, ela é usada principalmente para desenhar elementos arquitetônicos, como prédios, janelas, portas e cenas interiores.

Perspectiva de Um Ponto

Nesta forma de perspectiva, um ponto de fuga é colocado na linha do horizonte. Esse tipo de perspectiva é tipicamente usado quando os objetos dentro da cena são vistos de uma vista “plana”.

Quando isso ocorre, formas simples (quadrados, retângulos, etc.) podem ser usadas para descrever os objetos. Para criar a ilusão de profundidade, as linhas são desenhadas dos cantos dos objetos de volta ao ponto de fuga.

Perspectiva de Dois Pontos

A perspectiva de dois pontos tem esse nome porque usa dois pontos de fuga em vez de um. Ambos os pontos de fuga são colocados na linha do horizonte com uma boa quantidade de espaço separando-os.

Em vês de começar com a forma do objeto, como no caso da perspectiva de um ponto, o canto do assunto normalmente é desenhado primeiro. As linhas são então extraídas de cada extremidade do canto de volta para cada um dos pontos de fuga para facilitar a criação da ilusão de espaço.

Perspectiva de Três Pontos

A perspectiva de três pontos é usada em menor grau, uma vez que é principalmente reservada para desenhos que apresentam ângulos extremos.

Ao desenhar o assunto de uma “visão de olho de verme” ou uma “visão de olho de pássaro”, a perspectiva de três pontos pode ser extremamente útil.

Como o nome indica, a perspectiva de três pontos utiliza três pontos de fuga. Dois dos pontos são colocados na linha d horizonte, enquanto o terceiro é colocado muito acima ou muito abaixo.

Mais artigos sobre Perspectiva

# 6 – Proporções Faciais Básicas

Embora cada face seja diferente, existem certas proporções faciais aproximadas. Podemos usar essas proporções para garantir que os recursos do rosto sejam colocados nos locais certos e que o tamanho de cada um dos recursos fique natural.

Ainda temos de observar o rosto ao desenharmos um retrato, mas conhecer as localizações gerais dos olhos, nariz, boca, etc., pode nos ajudar a ter certeza de que o que estamos colocando no papel está “alinhado” com o que estamos observando.

Mais artigos sobre Proporções Faciais

# 7 – Proporções do Corpo e Desenhos de Gestos

Assim como o conhecimento das proporções faciais básicas pode ser usado para garantir a precisão no desenho de um retrato, o conhecimento e proporções aproximadas do corpo podem ajudar na criação de desenhos precisos de figuras.

Cada figura é diferente, por isso é importante reconhecer que não há solução “tamanho único” para o desenho da figura humana. Mas combinado com a observação cuidadosa, o conhecimento das proporções básicas da figura certamente ajuda a criar desenhos precisos.

O desenho do gesto também pode ser usado para melhorar a precisão, especialmente ao desenhar a figura humana.

Desenhos de gestos utilizam linhas rápidas e formas soltas afim de “encontrar” a pose da figura.

Detalhes são omitidos principalmente quando o foco é capturar o peso e a proporção da figura em um curso espaço de tempo.

Com o gesto inicial desenhado, o artista pode desenvolver os detalhes do desenho, pois agora fica mais fácil saber onde ficam todos os detalhes. O desenho do gesto é especialmente útil quando a figura está numa posição em que as proporções básicas são mais difíceis de reconhecer, como é o caso do escorço.

Quando combinados, o desenho de gestos e o conhecimento das proporções básicas da figura muitas vezes levam ao sucesso quando desenhamos a figura humana.

Mais artigos sobre Proporções da Figura

Fonte: http://thevirtualinstructor.com/blog/7-drawing-techniques-for-accuracy
Grande Abraço e Vamos Desenhar JUNTOS

95% das Pessoas que leram esse artigo, também leram os artigos abaixo:

Preencha os dados solicitados e receba o Seu E-Book Grátis por E-mail agora mesmo! 

Carlos Damasceno

Carlos Damasceno é desenhista profissional e professor de desenho. Especialista em ajudar pessoas a desenvolverem o seu talento para o desenho sem precisarem pagar por curso caros e demorados.

Website: http://comoaprenderadesenhar.com.br/