[Tutorial + E-book Grátis] Como Desenhar um Olho Realista passo a passo

Dizem que o olho é a “Janela da Alma”. Ao desenhar o retrato de alguém é claramente importante saber como desenhar os olhos. Às vezes, podemos olhar apenas os olhos de uma pessoa e copia-los exatamente como são.

O processo é bastante simples. Depois de desenhar os contornos básicos, vamos desenvolver gradualmente a faixa tonal do olho.

Para criar o efeito de representação de que precisamos, vamos gradualmente fazer aplicações de camadas de grafite para desenvolver o valor e a textura do olho.

Paciência com Lápis de grafite

Se desenho realista é o seu objetivo, então a paciência deve ser praticada.

Assim outros meios de arte como lápis de cor ou caneta, as aplicações de grafite devem ser pacientemente aplicadas em camadas.

A textura será desenvolvida através de aplicações em camadas de grafites de durezas variadas.

Os lápis mais duros, que produzem marcas mais claras, são aplicados primeiro.

Os lápis mais macios são aplicados por cima, criando valores mais escuros.

Caso o lápis mais macio produza textura indesejada, então se pode aplicar um lápis mais duro por cima para trabalhar o dente do papel.

Materiais usados nessa lição

Para esta lição, uma série de grafites é pacientemente aplicada em papel liso Lana Bristol. Esta superfície cria transições de tons de grafites mais suaves.

Material de desenho recomendado para este tutorial

  • Papel Lana Bristol (superfície lisa)
  • Lápis “H”
  • Lápis “HB”
  • Lápis “4B”
  • Borracha Limpa Tipos
  • Esfuminho

O processo para Desenhar um Olho Realista

Começaremos desenhando levemente as linhas de contorno da porção superior da parte inferior da forma do olho, deixando aberta a localização do ducto lacrimal.

Vamos começar com lápis “H” com pouca pressão.

Dentro desta forma, vamos desenhar a forma da íris, da pupila e uma forma para o brilho do olho que se sobrepõe ligeiramente a pupila.

Com o Lápis “H” fazemos os contornos das formas do olho com linhas claras

Em seguida, iniciaremos o lento processo de aplicação das camadas de valores, começando pelos valores mais escuros dentro da pupila.

Cuidados são tomados para preservar o branco do papel onde ficará o brilho do olho.

Dentro da íris, marcas são feitas em formas de raios, saindo do centro em direção à borda.

Enquanto a maioria das marcas mais escuras são linhas, algumas marcas têm formas orgânicas.

As proporções internas e externas da íris são desenvolvidas com valores ligeiramente mais escuros.

Marcando as proporções internas da íris com manchas

Enquanto usamos o lápis “H” para os traços iniciais,  usaremos o lápis “HB” para criar os progressivamente os valores mais escuros na pupila e na íris.

Aplicando os valores mais escuros na pupila e na íris

Um Esfuminho é usado levemente para suavizar a textura produzida pelas aplicações de grafite. O esfuminho é puxado na mesma direção dos traços defeitos com o lápis para preservar o padrão de linhas e formas dentro da íris.

Suavizando os tons com um esfuminho

Depois de escurecer os valores da pupila e da íris um pouco mais com lápis “HB”, nossa atenção agora se volta para as outras áreas dentro do olho.

Uma aplicação suave do lápis “H” é feita ao “branco” do olho do lado direito. O ducto lacrimal é escurecido, deixando vestígios de um valor mais leve na parte de dentro.

O branco do olho, na verdade, não é branco. Tem sempre uma camada leve de grafite

Esta gostando desse Tutorial? Então baixe em Formato PDF para seu computador.

Continuando…

A parte inferior da pálpebra é escurecida e o vinco acima dele é aumentado. O mesmo processo de aplicação de grafite em camadas é seguido (“H” depois “HB”).

Gradativamente acrescenta mais grafite para criar zonas mais escuras

Algumas rugas visíveis são adicionadas no lado esquerdo da pálpebra superior antes de adicionar uma aplicação leve de grafite na pele abaixo do olho. O desenvolvimento da textura da pele por baixo começa por fazer pequenas formas, isolando áreas sutis de valor mais leve.

Com lápis “H”, aplica-se uma camada clara de grafite na pele

O contraste dentro das áreas da textura da pele é aumentado progressivamente, tornando as formas mais escuras um pouco mais escuras com aplicações feitas com lápis de grafite mais macios, no caso, o lápis “4B”. Como isso acontece, áreas ao redor do olho também são escurecidas.

Com o lápis “4B” adiciona-se mais áreas escuras

O contraste de valor é reforçado para criar a textura da pele acima do olho aplicando camadas de grafite mais escuro, pode ser o lápis “4B”.

Criando a textura da pele acima do olho

Com a maioria das aplicações de grafite em camadas no local, podemos adicionar os cílios.

Com um lápis “H” bem apontado, vamos puxando linhas para fora da pele. Estas linhas na maior parte, curva para baixo e, em seguida, para cima, com alguns cílios curvando de maneiras imprevisíveis.

Para os cílios inferiores, o oposto é verdadeiro. As linhas são puxadas para cima e depois para baixo e são menos concentradas do que aqueles encontrados ao longo da parte superior.

Observe a posição de cada cílio individualmente. Alguns seguem direções bem diferentes

Usando lápis “H”, algumas indicações de veias dentro do olho são adicionadas para completar o desenho.

Desenho Realista de Olho finalizado

Dicas para desenhar o olho

  1. Olhe para os olhos que você esta tentando desenhar – Eu sei… Esta dica parece bastante óbvia. Mas muitas pessoas tentam desenhar o pensam ver, ao invés do que realmente veem. Olhe para as formas, linhas e valores e faça o seu melhor para copiar essa informação no seu papel. Não pense em desenhar olhos, pense em desenhar formas, linhas e valores.
  2. Lembre-se de que cada olho é diferente – Nunca os dois olhos vão olhar do mesmo jeito.
  3. Os olhos possuem sua própria forma única – Os olhos não são ovais e os olhos bolas de futebol. Eles têm sua própria forma única que você precisa conhecer. (veja a dica #1)
  4. Olhos tem uma gama completa de valor – A maioria das coisas que você desenhar ou pintar, deve incorporar uma gama completa de valor. Os olhos não são diferentes. Se você precisar uma escala de valor para garantir que esta usando uma escala completa de valores, então a use. As sombras mais escuras e as luzes devem estar todas no seu desenho.

Fonte: http://thevirtualinstructor.com/Graphiteeye1.html

Mais aulas sobre Partes do Rosto

Pronto para aprender mais?

 

Deixe seu Comentário

Preencha os dados solicitados e receba o Seu E-Book Grátis por E-mail agora mesmo! 

Carlos Damasceno

Carlos Damasceno é desenhista profissional e professor de desenho. Especialista em ajudar pessoas a desenvolverem o seu talento para o desenho sem precisarem pagar por curso caros e demorados.

Website: http://comoaprenderadesenhar.com.br/