É certo Desenhar ou Pintar usando fotos como referencia?

O mundo da arte tem sua parcela justa de controvérsias que se estendem além do reino da própria arte.

Os artistas normalmente têm suas próprias opiniões sobre processos, ideias e materiais. Muitos deles são extremamente apaixonados por suas crenças.

Algumas pessoas acreditam que certas cores devam ser usadas em uma paleta e outras excluídas. Alguns artistas acreditam que pinturas e desenhos devem apenas ter uma aparência aproximada da realidade, enquanto outros acreditam que quanto mais real o desenho ou a pintura for, melhor é o artista e que o uso da fotografia ou de um modelo é essencial. E alguns artistas acreditam que qualquer um que usa uma foto como referencia é um herege.

Já ouvi muitos dizerem que você não é um artista ser usar uma foto para ajudar na criação do seu trabalho. (Agora isso parece um pouco extremo, você não acha?)

Em meus anos aprendendo e ensinando o desenho, minhas opiniões sobre assuntos como estes mudaram e evoluíram. E tenho certeza que vão continuar mudando e evoluindo no futuro também.

Hoje eu estou muito mais “aberto” a novas ideias e processos do que costumava ser antes.

Aprendi que uma abordagem nunca será certa para todos – que materiais, escolhas de cores e processos são decisões pessoais e nunca são “em preto e branco”.

Eu também aprendi que nunca é uma boa ideia ter a mente tão fechada para processos ou abordagens, para que eu não perca a oportunidade que possivelmente poderá expandir-me como um artista.

Por que, então, há tantos artistas e professores lá fora, tão obstinadamente opostos ao trabalho com fotografias quando desenham ou pintam?

Neste post, eu compartilharei várias razões pelas quais devemos evitar o uso de fotografias como referencias, mas também as razões pelas quais você vai achar que as respostas não são tão “pretas e brancas”.

Há bons argumentos em ambos os lados e vou tentar destacá-los para que você possa formar sua própria opinião.

Por que você NÃO deve Desenhar ou Pintar usando fotografias como referencia

#1. Usar fotografias poderá dificultar o desenvolvimento de habilidades de desenho.

Para entender melhor porque usar fotografias como referencia pode ser um obstáculo, devemos primeiro ser claro sobre o que está acontecendo quando estamos aprendendo a desenhar.

Quando estamos aprendendo a desenhar, estamos realente aprendendo a ver.

Naturalmente, a marcação e a compreensão do meio que usamos são importantes, mas a compreensão dos objetos que estamos desenhando é primordial.

Compreendemos esses objetos visualmente e depois os comunicamos visualmente nos nossos desenhos e pinturas.

Essencialmente, estamos tomando informações visuais, analisando-as e registrando-as em uma superfície plana para criar uma ilusão.

Quando desenhamos a partir de uma fotografia, estamos basicamente copiando informações que já foram achatadas do 3D para o 2D (Tridimensional para Bidimensional).

Em outras palavras, parte do trabalho já foi feito para nós. A informação visual já foi simplificada em formas, valores e linhas.

Nós ainda temos que encontrá-los e gravá-los quando desenhamos, mas menos analise é necessária para isso.

Isso significa que não precisamos entender completamente a luz, a forma ou os relacionamentos espaciais dos objetos – só precisamos copiar as informações que estão na foto – combinando cores, valores, formas e arestas.

Isso não é necessariamente uma coisa ruim porque ainda temos que reconhecer o que estamos vendo.

Mas se o seu objetivo é melhorar a sua arte de “Ver como um artista Ver” o mais rápido possível, pode ser melhor você fazer os seus desenhos a partir dos objetos naturais, tanto quanto possível.

Você pode achar que não vai conseguir concluir muitos desenhos, mas o  seu crescimento vem de analisar e treinar o seu cérebro e não como resultado de obras de arte de terminadas.

2#. Usar fotos como referencia pode limitar você.

As melhores fotos de referencias são aquelas que você mesmo faz. Você tem controle, em alguns casos, sobre a luz, composição e o ponto de visão.

Criar fotos de referencias é uma arte em si mesmo e leva tempo e experiência até se aperfeiçoar.

Se a sua foto de referencia for inferior a ideal, então você poderá estar limitando o seu potencial para desenhar ou pintar.

Se você depende muito de uma foto para fazer um bom trabalho, e a sua foto não está boa, então o seu desenho ou a sua pintura resultante também não ficará boa.

Como criar boas fotos de referencias pode ser difícil, você pode se pegar sempre desenhando ou pintando a partir de fotografias profissionais.

Deixando a questão da originalidade de lado, você tem ainda menos controle sobre a foto – desde que você não seja um fotografo profissional e que faça as suas próprias fotos, é claro!

A luz, a composição e o ângulo de visão já foram determinados. Você pode cortar ou manipular a imagem, mas você ainda estará limitado.

#3. As fotos muitas vezes nos enganam

Apesar do que podemos acreditar, as fotos nem sempre fornecem informações verdadeiras.

Por exemplo, se observarmos uma sombra real, podemos notar um sutil calor ou frieza. Podemos até ver uma ponta de uma cor ou uma combinação de cores.

Em uma foto, no entanto, essas sutilezas podem se perder ou serem achatadas.

Neste caso, a foto não está nos contando a história completa.

Não está nos dando todas as informações que poderíamos usar.

Então há o flash. Se um flash foi usado para tirar a foto, então a luz dentro da cena será completamente alterada.

O flash lava as profundas sombras e transições de valor, tornando o desenho resultante extremante plano.

Bom, esses foram alguns motivos para você procurar evitar fotografias como referencias nos seus desenhos. Mas como disse antes, não há unanimidade de opiniões sobre esse assunto, por isso, agora vai uma lista de razões para você usar fotografias.

Por que você DEVE USAR fotografias como referencias ao desenhar ou pintar

Então, agora que olhamos para algumas razões pelas quais devemos evitar o uso de fotos como referencias, vamos agora olhar para as razões pelas quais devemos considerar usá-las.

#1. Usando fotos como referencias podemos expandir o leque de opções de temas que podemos desenhar e pintar

Vamos falar sério! Se quisermos desenhar ou pintar um tigre albino, não podemos simplesmente sair e contratar um para posar como nosso modelo.

E mesmo se encontrássemos um para sentar para nós, toda a sessão poderia colocar em risco nossas vidas.

Eu sei que estou sendo um pouco extremo aqui, mas eu tenho certeza que você entende o ponto que estou querendo destacar.

Para muitos assuntos, apenas uma referencia fotográfica pode nos socorrer.

Há muitos assuntos que simplesmente não podemos desenhar ou pintar ao natural – uma foto é a nossa única escolha.

Se você é da opinião que as referencias em fotos não devem ser usadas para criar um desenho, então você está severamente limitando o que você pode desenhar.

#2. As fotos não se movem, não se cansam e não se estragam com facilidade

Ao desenhar assuntos da vida, sem a ajuda de uma foto, estamos em uma corrida contra o tempo.

Modelos ficam cansados e se movem. Ainda arranjos de flores e frutas eventualmente se estragam. A menos que cuidadosamente planejado e controlado, a luz vai mudar ao longo do dia – mesmo por hora – produzindo sombras e luzes diferentes.

Uma foto, no entanto, captura o momento e o assunto no tempo.

A luz, o ângulo e as cores permanecem consistentes.

Quando uma foto é usada como referencia, não estamos mais em uma corrida contra o tempo.

Em vez disso, podemos trabalhar devagar e metodicamente.

Podemos fazer comparações entre a referencia e o desenho, corrigindo os erros a medida que avançamos.

#3. As fotos proporcionam um maior nível de detalhes e precisão

Uma câmera captura detalhes que o olho humano olha. Se o detalhe e a precisão são importantes para você, então a foto do assunto será essencial.

Como fotos digitais, podemos ampliar e observar texturas, cores e alterações de valor que normalmente perderíamos. (Embora todas essas informações sejam uteis, devemos ter cuidado para não ficarmos sobrecarregados com todos esses detalhes).

Fotos também permitem que o artista use certos dispositivos e abordagem que levam maior precisão.

A técnica de grade, usada por artistas como Chuck Close, depende muito da foto. Sem ela, o processo simplesmente não é possível.

Outras técnicas como a mesa de luz e o decalque também não podem ser feitas sem a fotografia.

Chuck Close. Big Self Portrait, Oil. SFMOMA

Foto ou Nenhuma Foto?

Claramente há grandes argumentos para ambos os lados desta “questão”.

Há boas razões pelas quais devemos evitar fotos e excelentes razões para que devemos usá-las.

Todo mundo terá a sua própria opinião sobre qual abordagem é a “melhor” e variadas razões para defender a sua opinião.

Em ultima analise, uma obra de arte deve ser apenas isso. Ela deve comunicar o assunto, mas fazê-la de uma maneira que a torne única.

Todos nós conseguiremos isso usando diferentes abordagens e processos.

Eu acho que é melhor não julgar a abordagem e o processo de outro artista.

A obra de arte deve ser medida pela qualidade, não pelo processo ou pelo recurso que o artista usou.

Se trabalharmos a partir de fotos, então a arte que criamos deve ser sempre mais interessante do que a foto.

A qualidade do trabalho nunca deve ser julgada pelo quão bem a foto foi copiada e sim pela beleza presente nele mesmo.

Você concorda comigo? Tem sua própria opinião? Adoraria saber!

Deixe seu Comentário

Preencha os dados solicitados e receba o Seu E-Book Grátis por E-mail agora mesmo! 

Carlos Damasceno

Carlos Damasceno é desenhista profissional e professor de desenho. Especialista em ajudar pessoas a desenvolverem o seu talento para o desenho sem precisarem pagar por curso caros e demorados.

Website: http://comoaprenderadesenhar.com.br/