Você diz que não aprende a desenhar, só que isso é mentira: Todo mundo nasce sabendo Desenhar!

Todo mundo já nasce desenhando. Por que não continuam?

crianca-desenhando-carlos-damasceno-desenhos-realistas

Crianças vivem em um mundo maravilhoso da experiência direta com as coisas, onde podem “ver” o mundo sem muita lógica e analise. Isso elas só vão desenvolver quando forem ficando adultas. As crianças já conseguem ver como os artistas fazem, usando o lado direito do cérebro, onde as imagens são mais importantes do que a linguagem.

Por isso é importante aprender a “voltar a infância”. Tentar redescobrir o caminho de ver como criança e redescobrir a alegria de fazer imagens que vem direto do lado direito do cérebro.

Liberte sua mente e seus olhos irão segui-la

crianca-desenhando-carlos-damasceno-desenhos-realistas-2

Talvez você sempre quis desenhar. Ou talvez você desenhou um monte quando era criança, sem ficar pensando muito sobre técnicas ou algo assim, mas quando cresceu, fico critico sobre os seus desenhos e desistiu.

O fato é que, quando você era criança, você desenhava de forma despreocupada. Nessa época nada incomodava. Tudo estava “certo”. Você tinha suas próprias ideias sobre o que queria desenhar e isso era suficiente.

Crianças desenham o que acham interessante, sem se preocupar como o por que ou o como elas desenham.

Logo, porém, a educação e a experiência adicionam o poderoso lado esquerdo do cérebro em tudo. Em algum lugar entre as idades de 10 a 12 anos, tudo o que era adorável ao lado direito do cérebro, começa a mudar.

Quando as crianças aprendem as habilidades necessárias da linguagem, da leitura e da matemática, o analítico lado esquerdo do cérebro assume e elas passam a ver o mundo de forma diferente. Desenhar, que era tão fácil, agora se torna uma duvida e uma frustração, pois ao desenhar agora, quem esta no comando é o lado esquerdo analítico, que fica julgando o seu desenho. Ai começa uma luta por correções e muitas vezes isso leva a pessoa a desistir, porque a alegria de desenhar agora já passou.

O que pode ser feito para tentar corrigir isso?

crianca-desenhando-carlos-damasceno-desenhos-realistas-3

Vou te dar uma sugestão: a sua mãe guardou algum de seus desenhos feitos na infância? Se você puder encontrar qualquer um de seus desenhos de infância, eu gostaria que você desse uma olhada nele.

Se puder fazer isso, você vai ver que como criança, você desenhou sem atenção especial com a “correção”, você apenas deve ter desenhado algo que veio a sua mente ou algo que estava a sua frente. Provavelmente você desenhou a sua família. E se você realente fez isso, talvez até lembre-se dos elogios que recebeu e da alegria que sentiu.

Agora se sua mãe não guardou nenhum dos seus desenhos, tente olhar o desenho de qualquer criança. O que você vai notar é que o processo de desenvolvimento é quase sempre o mesmo. Conforme a criança cresce, a sua resposta puramente visual para as coisas fica dificultada pelas exigências contínuas do lado esquerdo do cérebro, quando a linguagem, identificação e exatidão assumem e julgam as respostas intuitivas do lado direito do cérebro, especialmente o desenho.

Vendo sua maneira de desenhar

crianca-desenhando-carlos-damasceno-desenhos-realistas-4

Quando nós desenhamos, nós vivemos no presente. Ficamos sempre entretidos e temos sempre algo para fazer. O desenho nos traz um prazer a cada dia, pois nos mostra o poder das coisas pequenas.

Desenhar nos faz ver as relações entre as coisas, bem como nossa própria relação conosco mesmos e com o mundo.

Quando desenhamos, nós experimentamos o prazer profundo da auto-expressão: Eu sou eu. Eu fiz isso.

Além disso, desenhar nos reconecta com alegria a nossa criança interior.

Desenhar nos dá oportunidade de aprendizagem por apreciar a riqueza de detalhes do mundo, e a partir de uma sensação de conexão com as relações entre as coisas, começamos a meditar em busca de respostas no nosso próprio ser interior.

Nosso mundo fica tão diverso e especial quanto nossos desenhos.

Agora me deixe te dar algumas frases sobre a arte de aprender a desenhar para que você possa meditar:

  • Cada pessoa é única. Os olhos e a mente de cada pessoa são os verdadeiros dons, então os use.
  • Ser desenhista é como ser um atleta. Mantenha-se em forma por desenhar todos os dias.
  • Desenhar bem e com um estilo individual vem somente depois da prática e da observação continua de detalhes. Você só pode acelerar esse processo com muito estudo e muita prática diária.

Como desenvolver um modo de ver e de desenhar?

crianca-desenhando-carlos-damasceno-desenhos-realistas-5

Entre os muitos prazeres de desenhar, está o estado um pouco alterado de consciência que é familiar para os artistas, os escritores e os músicos, ou alguém profundamente imerso em um projeto qualquer.

Nesse estado alterado, o tempo parece voar, as horas parecem desaparecer, e você se sente feliz e descontraído, embora esteja muito concentrado no que está fazendo.

Algumas pessoas relatam que nesse estado se sentem um pouco como se estivesse flutuando ou como alguns dizem, “fora do corpo”, enquanto outros dizem que ficam “envolvidos como o momento” ou “com o agora”.

Mas não importa a forma que você queira chamar, o importante, a saber, é que algumas atividades ajudam a pessoa a entrar nesse estado. Música, meditação, caminhada, corrida e até dirigir são exemplos de atividades que podem induzir a um estado alterado de consciência.

Desenhar não só nos coloca nesse lugar encantador, como exige que estejamos lá. Quando o lado direito do cérebro faz o processamento, nós podemos realmente ver, sem que o lado analítico do nosso cérebro fique dizendo em que devemos pensar. E a partir ai, podemos ver realmente o que precisamos ver para desenhar bem.

A conclusão é que você não precisa ser um mágico para aprender a desenhar. O desenho é uma forma de mostrar aos outros, o que e como você ver as coisas. Os pensamentos lógico e analítico são atividades do lado esquerdo do cérebro. O desenho é em grande parte uma atividade do lado direito, mas todo mundo pode aprender a usar o lado direito do cérebro com mais frequência e de forma mais eficaz, até mesmo para outras coisas na vida, além do desenho.

Não desista de desenhar por não ser um mestre do Desenho. O Desenho não precisa ser perfeito sempre. O Desenho tem que ser uma forma divertida de passar o tempo e ao mesmo tempo uma terapia e um exercício para o lado criativo do cérebro.

Só isso já é suficiente para continuar desenhando.

Por isso, pegue agora mesmo um lápis e um papel e vamos desenhar.

Grande abraço

Carlos Damasceno

Deixe seu comentário ou sua pergunta no espaço abaixo

95% das Pessoas que leram esse artigo, também leram os artigos abaixo:

Preencha os dados solicitados e receba o Seu E-Book Grátis por E-mail agora mesmo! 

Carlos Damasceno

Carlos Damasceno é desenhista profissional e professor de desenho. Especialista em ajudar pessoas a desenvolverem o seu talento para o desenho sem precisarem pagar por curso caros e demorados.

Website: http://comoaprenderadesenhar.com.br/