Você acha impossível aprender a desenhar?

CURSO O SEGREDO DO DESENHO REALISTA

Embora você não faça ideia no momento, depois de ler este artigo, você sentirá vontade de também se aprofundar mais no mundo do desenho!

Primeiro, deixa eu explicar o que é desenho – O desenho é uma operação que nos possibilita representar uma imagem tridimensional sobre uma superfície plana, definindo os elementos formais básicos: composição, proporção, efeito de volume etc.

Constitui a base indispensável para qualquer obra no sentido mais tradicional do termo.

Qualquer expressão artística se vale do desenho como meio para entender o projeto inicial.

A escultura, a pintura, a arquitetura e, em muitas ocasiões, o cinema e a fotografia exploram previamente o modelo a partir de sua concepção em forma de desenho.

O desenho é a obra primeira, o primeiro estágio de qualquer obra de arte, a partir do qual se desenvolvem a primeira ideia, as primeiras impressões; é o meio conceitual básico para muitos artistas.

Apesar disso, o desenho também tem autonomia, pois se apresenta como excelente meio para produzir o mundo que nos rodeia e, na maioria dos casos, surge como obra final.

Assim como qualquer forma de linguagem, o desenho tem uma técnica que se pode aprender.

Não se trata de um dom especial que só alguns poucos possuem.

Do mesmo modo como a escrita é constituída por letras que formam palavras que, por sua vez, constituem frases, o desenho começa com uma sucessão de pontos que formam linhas, e estas linhas se sobrepõem para criar formas, hachuras, grises ou manchas.

Mesmo assim muitos ainda acreditam que não se pode aprender a desenhar.

Por acaso você já ouviu de alguém que não adianta você tentar aprender a desenhar, pois você não tem o “DOM” e nunca vai aprender?

Mas você realmente conhece o seu talento ou essa pessoa realmente conhece o seu talento?

Você realmente conhece o seu talento?

Então leia essa historia…

Um jovem procurou seu professor porque se sentia um inútil. Achava-se lerdo, não conseguia fazer nada bem feito. Desejava saber como poderia melhorar e o que devia fazer para que o valorizassem.

O professor, sem olhá-lo, lhe disse:

– Sinto muito, mas antes de resolver o seu problema preciso resolver o meu próprio. Talvez você possa me ajudar.

Tirou um anel que usava no dedo pequeno e deu ao rapaz, recomendando:

-Vá ao mercado. Preciso vender este anel porque tenho que pagar uma divida. É preciso que você consiga por ele o máximo, mas não aceite menos do que uma moeda de ouro.

O rapaz pegou o anel e foi oferecê-lo aos mercadores. Eles olhavam com algum interesse, mas quando ele dizia o quanto pretendia, desistiam.

Quando ele mencionava uma moeda de ouro, alguns riam, outros saiam sem ao menos olhar para ele. Somente um velhinho muito amável lhe explicou que uma moeda de ouro era muito valiosa para aquele anel.

Abatido pelo fracasso, o rapaz retornou à presença do professor dizendo que o máximo que lhe ofereceram foram duas ou três moedas de prata. Ouro, nem pensar!

O dono do anel respondeu que seria importante, então, saber o valor exato do anel. Sugeriu que o jovem fosse ao joalheiro para uma correta avaliação.

E fez outra recomendação: não importa o valor que lhe ofereça, não venda este anel. O jovem foi um tanto desanimado.

O joalheiro, depois de examinar com uma lupa a joia, pesou-lhe e lhe disse:

– Diga ao seu professor que, se ele quiser vender agora, não posso lhe dar mais do que cinquenta e oito moedas de ouro.

O rapaz teve um sobressalto:

– Cinquenta e oito moedas de ouro?

– Sim, retornou o joalheiro. Com o tempo eu poderia oferecer cerca de setenta moedas. Mas se a venda é urgente.

O discípulo recusou a oferta e voltou correndo para dar a boa noticia ao professor. Depois de ouvi-lo o professor falou:

– Sente-se, meu rapaz. Você é como este anel, uma joia única e valiosa que só pode ser avaliada por quem entende do assunto. Por acaso você imaginou que qualquer um poderia descobrir o seu verdadeiro valor?

Tomando o anel das mãos do rapaz, tornou a colocar no dedo, completando:

– Todos somos como essa joia: muito valiosos. No entanto, andamos por todos os mercados da vida pretendendo que pessoas desqualificadas nos valorizem.

Jamais se deixe influenciar por opiniões negativas a seu respeito. Conheça a si próprio e o seu talento. Ninguém pode nos inferiorizar sem o nosso consentimento.

SIM-SIM-SIM! Qualquer pessoa pode aprender a desenhar!

O segredo de todo desenho está em aprender a observar, analisar realmente o motivo e dominar o desenho prévio, ou seja, o plano, esboço, estágio preliminar a partir do qual se produz a composição, o enquadramento e as proporções, mais do que na capacidade ou incapacidade de aplicar determinada técnica.

Portanto, previamente ao desenho existe uma educação sentimental do desenhista – que poderia ser chamada de desenho do desenho -, baseada num conjunto de propostas e formulações abstratas e esquemáticas que nos possibilitam compreender e resolver melhor o modelo, estabelecer uma relação entre a aparente desordem do gesto e a clareza da estrutura.

Consciente de que o maior obstáculo com que tropeça qualquer amador é a falta desse conhecimento básico, no nosso site oferecemos tudo o que é necessário para a iniciação no desenho artístico.

Eu acho que você já sabe, mas há muito conteúdo pormenorizando e explicando de maneira clara e metódica cada um dos atos e planejamentos que o profissional realiza, muitas vezes de maneira instintiva, sem esquecer outros fatores também importantes, como a educação da mão e o domínio do traço, a composição e os efeitos plásticos possibilitados pelos diferentes materiais etc., fatores básicos que é imprescindível compreender e dominar quando se pretende desenhar com desenvoltura.

Você está aqui e está lendo isso, certo? Então tenho certeza que você já deve ter lido outros artigos e visto algumas das aulas aqui do nosso site. E até penso que você já fez muitos desenhos sozinho.

Agora pare por um momento e pergunte a si mesmo: Se eu consigo fazer alguns desenhos só lendo o conteúdo grátis aqui desse site, o quão melhor eu iria desenhar se tivesse aulas direcionadas para mim e com acompanhamento de um desenhista com experiência?

Veja a si próprio dominando estas cinco áreas do desenho:

  1. Desenhando qualquer objeto (De metal, de madeira, de plástico etc.);
  2. Desenhando bem qualquer parte de um rosto (cabelo, olhos, boca, nariz, orelhas etc.);
  3. Desenhando a partir de qualquer fotografia;
  4. Desenhando a partir do natural, só por observação;
  5. Fazendo um desenho em qualquer tamanho de papel, desde uma miniatura até um desenho acima de um metro de tamanho.

Imaginou? Você está pronto para aprender mais sobre desenhos?

Então clica no botão que está aqui em baixo e saiba tudo sobre o Curso o Segredo do Desenho Realista e decida por você mesmo dar um upgrade no seu desenho.

Valeu?

Então é isso. Grande abraço e até a próxima!

Veja outros artigos sobre como Aprender a Desenhar

Deixe seu Comentário

Preencha os dados solicitados e receba o Seu E-Book Grátis por E-mail agora mesmo! 

Carlos Damasceno

Carlos Damasceno é desenhista profissional e professor de desenho. Especialista em ajudar pessoas a desenvolverem o seu talento para o desenho sem precisarem pagar por curso caros e demorados.

Website: http://comoaprenderadesenhar.com.br/